Glossário L

Selecione por letra:  A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

 

L/C ou Letter of Credit (Carta de Crédito)
Ordem de pagamento que o importador contrata junto ao banco, a favor do exportador.
Labeling
Veja Etiquetagem
Lacre (Seal)
Dispositivo usado para contêineres e caminhões para provar que eles mantiveram-se fechados durante o transporte.
Lading ou Loading
Carregamento de cargas ou embarque de cargas.
LAN – Local Area Network
Veja Rede de Área Local
Landbridge
Veja Ponte Terrestre
Landing
Desembarque de cargas ou pessoas.
Lash – Lighter Aboard Ship
Veja Último a Entrar, Primeiro a Sair. Embarcações que transportam barcaças. Embarcações equipadas com guindastes capazes de elevar as barcaças e estivá-las em posições transversais ao navio.
Lashing
Amarração ou fixação de cargas no porão ou convés do navio ou numa aeronave, a fim de evitar o deslocamento da mesma durante a viagem.
Lastro (1)
no transporte marítimo, que significa água que é posta em compartimentos nos porões para dar pêso e equilíbrio ao navio, quando está sem carga.
Lastro (2)
no transporte ferroviário significa camada de substâncias permeáveis como areia, saibro ou pedra britada, posta no leito das estradas de ferro e sobre a qual repousam os dormentes e trilhos.
Late Due Date
Veja Data Mais Tarde
Late Finish
Veja Última Data de Término
Late Finish Date
Veja Data Mais Tarde de Término
Late Start Date
Veja Data de Início Mais Tarde
Layday ou Laytime
estadia do navio no porto, que significa período previsto para acontecer a operação (atracar, carregar/descarregar e zarpar).
Layout
Veja Arranjo Físico
Layout de Blocos (Block Layout)
No planejamento de instalações, um plano de desenvolvimento que começa com blocos designados para cada função ou área entre as unidades de processamento.
Layout Funcional (Functional Layout)
Configurações de instalações nas quais as operações de natureza similares são agrupadas. Estrutura organziacional baseada na especialidade departamental (ex: serras, tornos, tratamentos térmicos e prensas).
LAZ – Logistic Activity Zone
Veja Zona de Atividade Logística
LCL – Less than Carload
Veja Carga Inferior a um vagão
LCL – Less than Conteiner Load
Veja carga Incomplta de um contêiner
LDI – Logistic Data Interchange
Veja Intercâmbio de Dado Logístico
Lead Time
Tempo compreendido entre a primeira atividade até a última de um processo de várias atividades.
Lead Time de Aquisição (Procurement Lead Time)
Tempo necessário para projetar um produto, modificar ou determinar equipamento, efetuar pesquisa de mercado e obter todos os materiais necessários. O lead time começa quando identificou-se a necessidade de determinado material e termina quando o material está liberado para uso pela produção.
Leader Logistic
Veja Líder Logístico
LeadTime de Carregamento (Loading LeadTime)
Período de tempo entre o momento em que a instrução de entrega pode ser executada e a data da nota fiscal ou data real de expedição dos produtos.
LeadTime de Compra (Purchasing LeadTime)
O tempo entre a decisão da compra de um item e sua real liberação pelo controle de qualidade para inclusão ao estoque, ou entrega à produção.

LeadTime de Expedição (Shipping Lead Time)
O número de dias úteis necessários para os produtos percorrerem do ponto de recebimento ao ponto de expedição, mais tempo de aceitação, expresso em dias, no ponto de recebimento.
LeadTime de Fabricação (Manufacturing Lead Time)
Tempo total necessário para fabricar um item, excluindo o tempo de compra dos itens. Estão incluídos os tempos de fabricação, preparação das máquinas, execução, movimentos, inspeção e estocagem ou processo.
LeadTime de Pedido (Order LeadTime)
O tempo de processamento interno necessário para transformar uma necessidade em um pedido e para a transmissão deste pedido ao fornecedor.
LeadTime During Demand
Veja Demanda durante o lead time
LeadTime Total (Total Lead Time)
É o tempo para que um serviço seja totalmente executado, desde sua solicitação até sua entrega.
Lean Manufacturing
Produção Enxuta ou manufatura enxuta.
Lean Production
Veja Manufatura Enxuta
Lean Production
Veja Produção Enxuta
Least Sqaure Method
Veja Método dos Mínimos Quadrados
Leg
Veja Perna
Lei de Murphy (Murphy’s Law)
Um termo coloquial para flutuação estatística ou o que pode sair errado, sairá errado.
Leilão Reverso (Reverse Auction)
Sistema de leilão em que o comprador anuncia o que pretende comprar e convida os fornecedores a apresentarem suas propostas para aquele tipo de produto. Vence quem tiver melhores condições de preço e prazo, colocadas sob sigilo.
Leitura Omnidirecional
Tecnologia que possibilita a leitura do código de barras em qualquer posição, mesmo os de difícil leitura.
LER – Lesões por esforço repetitivo
Lesões ocorridas por falta de um ambiente ou posto de trabalho adaptado às características antropométricas.
LES – Logistic Execution System
Veja sistema de execução logística
Less Time Processing
Veja Menor Tempo de Processamento
Lessor
Veja Arrendador
Letter of Credit
Veja Carta de Crédito
Level Plant Loading
Veja Carregamento Nivelado da Fábrica
Leveled Capacity Plan
Veja Plano de Capacidade Nivelada
LGV – Laser Guided Vehicle
Veja Veículo a Laser Guiado
Liberação (Dispatching)
Alocação detalhada e subsequente controle dos recursos de produção para pedidos de produção individuais necessários à conclusão dos pedidos, de acordo com o programa de produção.
Liberado para receber (Open to Receive)
Autorização para receber produtos, como pedido de compra em aberto ou programa de fornecedor. Representa impacto a curto prazo no estoque e frequentemente é monitorado como uma técnica de controle na gestão de estoques.
Liberado sem Inspeção (Cleared Without Examination – CWE)
Liberado pela alfândega sem ser inspecionado.
Lição de um ponto (One Point Lesson – OPL)
Lição de um ponto utilizada para capacitação de pessoas através da apresentação de apenas um tema por vez em curto perído de tempo (dois a cinco minutos).
Líder Logístico (Leader Logistic)
Empresa capaz de prover ou assumir total responsabilidade por todas as funções da cadeia logística.
Life Cycle Analysis
Veja Análise do Ciclo de Vida
Life Cycle Cost
Veja Custo do Ciclo de Vida
LIFO – Last In First Out
Veja Último a Entrar Primeiro a Sair – UEPS
Lifting Index
Veja Índice de elevação
Ligação Abastecimento Demanda (Supply demand linkage)
A conexão de uma cadeia de demanda com uma cadeia de abastecimento, sendo o reabastecimento a resposta ao verdadeiro consumo puxado.
Limit – Lot Size Inventory Management Interpolation Technique
Veja técnica de interpolação para gerenciamento do tamanho do lote
Limite de Carga (Load Limit)
Máxima carga permitida para um veículo na estrada, ponte ou aeroporto.
Limite de Sinalização (Signalling Limit)
Níveis pré-determinados relacionados a uma variável específica que funciona como um sinal onde o valor da variável relevante excede ou não atinge estes níveis. O planejamento pode ser ajustado com base neste sinal.
Limpa-trilhos ou Saca-boi ou Grelha
Peça que fica à frente e na parte inferior das locomotivas para retirar da via os animais colhidos por elas e evitar descarrilamento.
Line Balancing
Veja Balanceamento de Linha
Line Fill Rate
Veja Índice de Atendimento por Linha
Line Side Storage
Veja Estocagem ao Lado da Linha
Linear in Free out
Veja Despesas de Embarque pelo armador e desembarque pelo importador
Liner Terms
Termo no contrato de transporte marítimo, onde no frete já está incluso todas as despesas de carregamento, estiva e descarga, ficando assim na responsabilidade do armador.
Link
Veja Conexão
Lista de Coleta (Pick Up Sheet)
Documento utilizado para separação de itens em um almoxarifado. Em geral, esta lista corresponde ao BOM.
Lista de Embalagem (Packing List)
Documento que informa detalhadamente os itens contidos em determinada embalagem, caixa, palete ou contêiner para expedição ao cliente. Detalhes incluem uma descrição de itens, código do cliente, quantidade expedida e SKU de itens expedidos.
Lista de Liberação (Dispatch List)
Veja Lista de Prioridade
Lista de Material Aberta (Flat Bill of Material)
Um gráfico da situação da produção para uma empresa que monta subitens em um produto acabado, em um único passo sem ter que realizar submontagens antes da montagem final.
Lista de Material de Múltiplo Nível (Multilevel Bill of Material)
Lista de materiais que mostra todos os componentes direta ou indiretamente, usados em uma montagem juntamente com a quantidade necessária de cada componente.
Lista de Material de Nível Único (Single level Bill of Material)
Apresentação dos componentes que estão diretamente usados em itens compostos. Mostra somente as relações um nível abaixo.
Lista de material fictícia (Phantom Bill of Material)
Técnica de codificação e estruturação das listas de materiais utilizadas principalmente para submontagens transitórias (não estocados). Para o artigo transitório, fixa-se um prazo, assim como a sua respectiva quantidade, segundo a técnica “lote por lote”, possibilitando que o MRP processe as reais necessidades através do artigo fictício, faça seus componentes, retendo sua capacidade de determinar as necessidades líquidas frente a existências ocasionais do artigo. Esta técnica tambem facilita o suo de lista de materiais comuns para a engenharia e fabricação.
Lista de material modular (Modular Bill of Material)
Lista de planejamento organizada por opções ou módulos de produtos. Geralmente usada em empresas em que o produto apresenta muitos opcionais, como por exemplo nas montadoras automobilísticas.
Lista de Material Regeneradora (Breeder Bill of Material)
Lista de materiais que reconhece e planeja a disponibilidade e uso de subprodutos no processo de manufatura. A lista regeneradora permite o MRP completo e o custeio da produtos e subprodutos.
Lista de pedido a prazo fixo (Call Off List)
Relação dos pedidos a prazo fixo.
Lista de Prioridade (Priority List)
Lista das ordens de fabricação em sequência de prioridades. A lista de prioridades geralmente é comunicada ao chão-da-fábrica via pedido por escrito ou painel, e contém informações detalhadas sobre prioridades, localização, ordem de manufatura por operação. As listas de prioridade geralmente são geradas diariamente e dispostas por centro de trabalho.
Lista de separação (Picking List)
Documento que lista os itens a serem separados para atender às ordens de fabricação ou expedição.
Lista de Trabalho (Bill of Labour – BOL)
Lista da capacidade e recursos necessários à fabricação de uma unidade de determinado item ou família de itens. Frequentemente usado para prever o impacto de um item na programação geral e utilização de recursos chave. O planejamento aproximado da capacidade usa estes dados para calcular as necessidades aproximadas de capacidade do programa mestre de produção e/ou plano de produção.
Livre de Extravio (Free Astray – FA)
Termo de expedição que se aplica quando o consignatário assume responsabilidade pela entrega da expedição ao ponto de consumo.
Livre sobre o veículo (Free on Truck – FOT)
É um incoterm no qual o vendedor é responsável pelos custos até o carregamento do caminhão (em geral refere-se a uma plataforma).
LLP
Leading Logistics Provider ou Principal Fornecedor de Serviços Logísticos.
Lo/Lo – Lift On Lift Off Vessel
Veja Embarcação de Carregamento Vertical
Load
Veja Carga
Load Backrest Extension
Veja Extensão para Encosto de Carga
Load Factor
Veja Fator de Carga
Load Limit
Veja Limite de Carga
Load Planning
Veja Planejamento de Carga
Load Profile
Veja Perfil de Carga
Load Sortation Center
Veja Centro de Separação de Cargas
Load Trimming
Veja Estabilização de Cargas
Loading Area
Veja Área de Carregamento
Loading LeadTime
Veja Lead Time de Carregamento
Loading System
Veja Sistema de Carregamento
Locação Dinâmica
Veja estocagem em local aleatório
Locação Fixa
Veja estocagem em local fixo
Locação Semi dinâmica
Método de localização de materiais em um armazém que consiste na combinação do método de locação dinâmica e locação fixa.
Localização
Palavra utilizada em Administração de Materiais, que significa o local exato em que o material está estocado. É composto normalmente por código alfa-numérico, que indica a sigla do depósito / galpão, corredor, coluna da estante e número da prateleira.
Localização em Estoque (Stock Location)
Sistema em que todos os locais em um armazém são codificados para facilitar a estocagem e a recuperação de estoque.
Localização logística
É a forma de identificar geograficamente armazéns, depósitos, filiais, veículos, clientes, etc. As formas mais comuns são por coordenadas de latitude-longitude, códigos postais (CEP no Brasil) e coordenadas lineares simples ou malha, que nada mais são do que se colocar um papel vegetal quadriculado sobreposto a um mapa, com numeração das linhas horizontais e verticais.
Location Checking
Veja Verificação de Locação
Logistic
Veja Logística
Logistic Capability
Veja Capacidade Logística
Logistic Center
Veja Centro Logístico
Logistic Channel
Veja Canal Logístico
Logistic Communication
Veja Comunicação Logística
Logistic Management
Veja Gerenciamento da Logística
Logistic Support Analysis
Veja análise de suporte logístico
Logistic System
Veja Sistema Logístico
Logística (1)
É o sistema de administrar qualquer tipo de negócio de forma integrada e estratégica, planejando e coordenando todas as atividades,    otimizando todos os recursos disponíveis, visando o ganho global no processo no sentido operacional e financeiro. (definição de Marcos Valle Verlangieri, diretor do Guia Log).
Logística (2)
É o processo de planejar, implementar e controlar eficientemente, ao custo correto, o fluxo e armazenagem de matérias-primas e estoque durante a produção e produtos acabados, e as informações relativas a estas atividades, desde o ponto de origem até o ponto de consumo, visando atender aos requisitos do cliente. (definição do Council of Logistics Management).
Logística (3)
Entre os gregos, arte de calcular ou aritmética aplicada. Parte da arte militar relativa ao transporte e suprimento das tropas em operações. Lógica simbólica, cujos princípios são os da lógica formal, e que emprega métodos e símbolos algébricos. (definições do Dicionário Contemporâneo da Língua Portuguesa Caldas Aulete).
Logística (4)
do francês Logistique, Parte da arte da guerra que trata do Planejamento e da realização de projeto e desenvolvimento, obtenção, armazenamento, transporte, distribuição, reparação, manutenção e evacuação de material ( para fins operativos e administrativos ); Recrutamento, incorporação, instrução e adestramento, designação, transporte, bem estar, evacuação, hospitalização e desligamento de pessoal; Aquisição ou construção, reparação, manutenção e operação de instalações e acessórios destinados a ajudar o desempenho de qualquer função militar; Contrato ou prestação de serviços.(in, Ferreira, Aurélio Buarque de Hollanda, Novo Dicionário da Língua Portuguesa, 2ª edição, Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1986, p. 1045).
Logística (5)
O transporte; armazenamento e abastecimento de tropas; organização de qualquer projeto; operação (definições do American English Dictionary Collins Gem Webster’s).
Logística Contratada (Contract Logistic)
É a contratação de terceiros a fim de que eles planejem, implementem e controlem a eficiência, o custo do fluxo e a armazenagem da matéria-prima, estoque em processo, produtos acabados, além das informações relacionadas desde o ponto de origem até o ponto final, ou de qualquer outra parte que venha a informação.
Logística da Produção (Manufacturing Logistic)
Atividade que administra a movimentação para abastecer os postos de conformação e montagem, segundo ordens e cronogramas estabelecidos pela programação da produção. Desova das peças conformadas como semi-acabadas e componentes, e estocagem nos almoxarifados de semi-acabados. Deslocamento dos produtos acabados no final das linhas de montagem, para os armazéns de produtos acabados.
Logistica de Abastecimento (Inbound Logistic)
Parte da logistica empresarial que corresponde ao conjunto de operações associadas ao fluxo de materiais e informações, desde a fonte de matérias-primas até a entrada da fábrica. Atividade que administra o transporte de materiais dos fornecedores para a empresa, descarregamento no recebimento e estocagem das matérias-primas e componentes. Estruturação de abastecimento, embalagem de materiais, retorno das embalagens e decisões sobre acordos no sistema de abastecimento da empresa.
Logistica de Distribuição (Distribution Logistic)
Administração do centro de distribuição, localização de unidades de movimentação nos seus endereços, abastecimento da área de separação de pedidos, controle de expedição, transporte de cargas entre fábricas e centros de distribuição e coordenação dos roteiros de transporte.
Logística de Quarta Parte (Fourth party logistic)
Uma empresa terceira que opera tipicamente os serviços de armazenagem e transporte para um cliente e fornece o gerenciamento e análises dos processos destas funções.
Logística de Quinta Parte (Fifth Party Logistic)
Uma forma de terceirização dos serviços logísticos que inclui o gerenciamento das operações, bem como análises e consultoria de como a empresa cliente pode proceder mudanças para melhoria de sua competitividade.
Logística de Terceira Parte (Third Party Logistic)
Empresa que administra toda ou parte das operações logísticas de outra empresa.
Logística Empresarial
Trata-se de todas as atividades de movimentação e  armazenagem, que facilitam o fluxo de produtos desde o ponto de aquisição da matéria-prima até o ponto de consumo final, assim como dos fluxos de informação que colocam os produtos em movimento, com o propósito de providenciar níveis de serviço adequados aos clientes a um custo razoável.    (definição de Ronald H. Ballou no seu livro “Logística Empresarial”).
Logistica Integrada (Integrated Logistic)
É um amplo sistema de visão gerencial da cadeia de abastecimento, desde o fornecimento de matérias-primas e insumos até a distribuição do produto acabado ao cliente final (consumidor). Pode ainda considerar o retorno dos resíduos oriundos do produto tais como embalagens e o produto propriamente dito para reciclagem.
Logística nos Negócios (Business Logistic)
Proceso de planejamento, implementação e controle da eficiência, fluxo efetivo e armazenagem de produtos acabados, serviços e informações desde o ponto de origem até o ponto de consumo com o propósito de atender às necessidades dos clientes. Note que estas definições incluem suprimentos, produção e distribuição.
Logística Reversa ou Inversa (Reverse Logistics)
No mercado é considerada como o caminho que a embalagem toma após a entrega dos materiais, no sentido da reciclagem das mesmas. Nunca voltando para a origem. Muitos profissionais também utilizam esta expressão para considerar o caminho inverso feito para a entrega, voltando para a origem, só que agora somente com as embalagens. Neste caso, tratam-se de embalagens reutilizáveis ou retornáveis, que são mais caras e específicas / próprias para acondicionar determinados materiais. Ocorre muito no setor automotivo para o transporte, por exemplo de pára-choques, painéis, etc.
Loss and Damage Claim
Veja Reclamação de Perdas e Danos
Lot For Lot
Veja Lote por Lote
Lot Purchasing
Veja Compra por Lote Fixo
Lot Size
Veja Tamanho do Lote
Lote (Batch)
Quantidade definida de um produto ou componente que é tratada e identificada como uma entidade no que diz respeito a certas operações, por exemplo, movimentação, processamento, aquisição, produção e transporte.
Lote de Transferência (Transfer Batch)
Quantidade de um item movido entre centros de trabalho sequenciais durante a produção. A quantidade de unidades que são movimentadas de uma só vez de um recurso para o próximo.
Lote Dinâmico (Part Period Balancing – PPB)
Técnica dinâmica para dimensionamento de lote que usa a mesma lógica que o método de custo total mínimo, mas que acrescenta uma rotina chamada “look ahead / look back”. Quando se utiliza o “look ahead / look back”, calcula-se uma quantidade de lote e, antes de ser fixada, a demanda seguinte ou as demandas dos períodos anteriores são avaliadas para determinar se seria economicamente viável incluí-las no lote atual.
Lote econômico (Economic Order Quantity – EOQ)
Considerando que para avaliar o gasto total de compra de determinado produto ou grupo de produtos é necessário verificar o custo de aquisição, custo de transporte, e custo de manutenção de estoque, e que quanto maior a quantidade adquirida menor o preço do produto e do transporte e maior o custo de manutenção do estoque, consiste em verificar através de arranjos de simulação, qual é o lote de compra que tem o menor custo total.
Lote fracionado (Split Lot)
Quantidade de ordem de manufatura fracionada em duas ou mais quantidades menores, geralmente depois do pedido ter sido liberado. As quantidade de um lote fracionado podem ser administradas para lelamente, ou uma parte da quantidade original pode ser enviada com antecedência para uma operação subsequente enquanto é concluído o trabalho na quantidade restante. O bojetivo de se dividir um lote é reduzir o leadtime de parte do pedido.
Lote Piloto (Pilot Lot)
Pedido preliminar relativamente pequeno de um produto. O propósito deste pequeno lote é correlacionar o projeto de produto com o desenvolvimento de um processo de fabricação eficiente.
Lote por Lote (Lot for Lot)
Técnica de dimensionamento de lote que gera pedidos planejados em quantidades iguais para as necessidades individuais em cada ´período.
LTL – Less than Truck Load
Veja Carga inferior a um caminhão
Lucratividade direta do produto (Direct Product Profitability)
Um método contábil utilizado para determinar a contribuição de cada SKU para o lucro global por meio do refinamento das margens brutas dentro de uma rede de contribuições. Os custos diretos relacionados a estes SKUs são incorporados.
Lucro Operacional através da Administração de Tempo e Estoque (Operational – Profit Through Time and
Método de representação gráfica para visualização dos leadtimes, estrutura de custo e estoques em vários pontos da cadeia de suprimentos.
Lumper
Veja Chapa
Lumpy Demand
Veja Demanda Irregular